Daniel Ricciardo confirma que fica na McLaren por três anos
Piloto australiano revelou que o seu contrato termina no final de 2023.
Por Sérgio Siverly em 16/02, às 11h56

Daniel Ricciardo revelou que seu novo contrato com a McLaren vai durar três anos, mantendo-o na equipe até o final de 2023.

Falando sobre o lançamento do novo carro, Ricciardo disse que os investimentos recentes da McLaren aumentaram sua confiança em assinar o novo contrato.

🗣“São três anos, então certamente é tempo suficiente para fazer dar certo. Obviamente, sinto que estou chegando aqui com muito ímpeto por trás da equipe também. E acho que não apenas os resultados, mas há uma estabilidade realmente boa na equipe e na infraestrutura”.



Ricciardo está pilotando o novo carro pela primeira vez em um dia de filmagem em Silverstone hoje.

O piloto australiano recusou uma oferta da McLaren quando deixou a Red Bull em 2018. Ele disse que foi conquistado após as nomeações de várias pessoas importantes, incluindo o chefe da equipe Andreas Seidl e o diretor técnico James Key.

🗣“Quando conversei com a McLaren alguns anos atrás, em 2018, não acho que Andreas estava aqui, James Key não. Ainda havia algumas coisas a serem feitas. Em última análise, não apenas os resultados não tinham aparecido, mas ainda estavam tentando descobrir sua própria estrutura. Acho que eles realmente estabeleceram isso agora e estou basicamente apenas encaixando no quebra-cabeça, em vez de tentar juntar tudo”.



🗣“Andreas é um grande trunfo para a equipe. Zak provavelmente vai me bater e dizer ‘Agora tenho que pagar mais para ele’. Mas não, acho que Andreas está realmente ajudando a guiar o time na direção certa”.

🗣“Eu certamente sinto que a McLaren fez as coisas da forma correta, especialmente nos últimos anos para se preparar, em particular, para essas mudanças de regras que ocorrerão em 2022. Acho que a próxima era da F1 tem a capacidade de certamente mudar um pouco o pelotão. Tudo que eu vi e tudo que soube até agora realmente me empolga sobre para onde a McLaren está indo”.

Sérgio Siverly
O menino que ficava em frente da TV com um prato fingindo ser um piloto de F1 nos anos 1990 e o cabeça de gasolina por trás do BOTECO F1.

BOTECO F1
Todos os direitos reservados
2021