Diretor da Red Bull diz que times concordaram em nivelar desempenho de motores
Christian Horner disse que os times concordaram, mesmo que informalmente, em nivelar o desempenho das unidades de potência para 2022.
Por Sérgio Siverly em 16/02, às 10h03

As equipes da F1 têm um acordo informal para garantir que nenhuma fabricante seja prejudicada pelo congelamento do desenvolvimento de motores, de acordo com Christian Horner.

A FIA confirmou na semana passada que o desenvolvimento da unidade de potência será congelado no início da temporada de 2022.

A Red Bull, que assumirá a produção das unidades da Honda, fez lobby por um mecanismo de equilíbrio de desempenho como parte do congelamento para nivelar o pelotão.



Embora nenhuma disposição formal tenha sido apresentada nos regulamentos, Horner disse que as montadoras concordaram informalmente em garantir que ninguém fique em grande desvantagem.

🗣“Embora não haja nada dentro do regulamento, há um acordo entre as equipes e fabricantes que apoiaram a FIA para resolver o problema no caso de um fabricante estar em grande desvatagem”.

🗣“Portanto, há efetivamente um compromisso, caso surja, embora não esteja dentro dos regulamentos.”



Horner indicou que a concordância das equipes será necessária para introduzir quaisquer métodos para ajustar o desempenho das diferentes unidades de potência.

🗣“Não é tão ideal quanto um regulamento, mas acho que dá à FIA o poder necessário para trazer todos para uma conversa. Acho que isso é importante e acho que há um entendimento claro, especialmente de dentro do nível superior de cada montadora e equipe”.

BOTECO F1
Todos os direitos reservados
2021