F1 deve PERDER DUAS corridas ATUAIS em 2020
Por Sérgio Siverly em 10/05/2019, às 13h52

remove_red_eye  971
Mesmo com ausências, duas novas etapas devem garantir que o calendário do ano que vem tenha 21 corridas.
O CEO da Fórmula 1, Chase Carey, confirmou que o calendário do próximo ano deverá ter, novamente, 21 corridas, duas que vão substituir provas da atual temporada. A próxima temporada verá o Vietnã entrar no calendário da F1 com uma corrida de rua em Hanói enquanto Zandvoort deve ser a segunda nova corrida da categoria após um acordo com os promotores do Grande Prêmio da Holanda. Carey não revelou quais serão as duas corridas retiradas do calendário em 2020, mas é muito esperado que a F1 não retorne para Barcelona no ano que vem. Outras pistas em risco são Silverstone, Hockenheim e Hermanos Rodriguez enquanto Interlagos, apesar de ter contrato fechado, pode dar espaço para um novo autódromo no Rio de Janeiro.
🗣“Estamos no processo de finalizar o nosso calendário de 2020. Temos acordos com duas renovações e estamos conversando com três outros circuitos para fechar esse processo de renovação.” Disse Carey. 🗣“Já anunciamos a nossa corrida em Hanói e a construção já começou. Temos outro acordo para colocar um novo circuito no calendário de 2020. Ainda não finalisamos o número de corridas, mas esperamos que sejam 21, o mesmo que em 2019.” 🗣“Claro, a matemática significa que não conseguiremos renovar todos as nossas atuais pistas.”

O menino que ficava em frente da TV com um prato fingindo ser um piloto de F1 nos anos 1990 e o cabeça de gasolina por trás do BOTECO F1.

Vídeos relacionados
Desenvolvido por
Contém Tecnologia